ÓPERA POPULAR BOIZINHO DA PRAIA

O Projeto da Ópera Popular Boizinho da Praia foi construído por Ivan Therra e classificado na Moenda da Canção de Sto. Antônio da Patrulha.
A Ópera Popular resgatada do auto folclórico original praieiro reuniu dançantes, brincantes, todos pessoas da comunidade praieira que se dispuseram a fazer reviver o auto do folclore participando desta grande brincadeira de boi.

  O Bozinho da Praia contou com a participação especial do amigo e grande intérprete Kako Xavier que como de costume engrandeceu e abrilhantou a apresentação. Contamos também com a preciosa participação do Grupo de Cultura Popular Kikumbí que executou os arranjos de Michel Dantas. A criançada do Grupo Boizinho da Praia estavam no palco e também tivemos a participação especial da Banda Municipal de Cidreira. No total foram 79 pessoas atuando no palco da Moenda. Uma grande festa da cultura popular.

Eis o Boizinho! O centro de todas as atenções, o mais querido e amado do pasto. Aquele porque tudo ocorre. Razão desta grande brincadeira original do folclore praieiro gaúcho.   A Banda Municipal de Cidreira faz uma participação prá lá de especial com seus metais e elementos percussivos compondo a grande festança do Boizinho da Praia.   A magia do Boto Encantado que se transforma de boto para homem, para seduzir as gurias ribeirinhas. O Boto está no auto para auxiliar na ressureição do Boizinho da Praia
A Dona Di Benfica é cria da praia, pessoa muito querida por todos da comunidade praieira. Sempre pronta para fazer uma bóia das mais gostosas e contar as suas histórias do tempo bom da praia.   O Grupo de Cultura Popular Kikumbí mais uma vez é destaque com sua valiosa contribuição musical engrandece e dá corpo ao auto foclórico do Boizinho da Praia.   Catirina e Seu Chico são os protagonistas e comandam toda a trama da história guardada na memória dos antigos e recontada através da encenação da ópera popular Boizinho da Praia
O Poderoso Pajé atende aos apelos desesperados de Catirina e Seu Chico e reúne as grandes forças da natureza, os mistérios e toda a riqueza do imaginário popular praieiro para salvar o boi.   A poderosa caveira do "cemintério" com mais de 4 metros de altura paira sobre o auto dando o sentido de mistério que a história exige. Uma criação do Diretor de Arte Daniel Maíba.   Kako Xavier é o convidado especial que empresta sua voz e todo o seu talento de interpretação para cantar a maravilhosa e colorida história da Catirina, do Seu Chico e do Boizinho da Praia
O Boto tenta encantar a guria que é protegida pela açõa atenta e cuidadosa do patrão, interpretado pelo sempre presente Luli Luz.   O Minhocão, fera encantada da Lagoa do Armazem, também é convidado para emprestar a sua força para ressucitar o Boizinho;   A toda poderosa sereia é peça fundamental na pajelança. Com o seu canto sedutor e presença mágica a sereia derrama sua magia no auto.
Ao todo foram 79 pessoas da comunidade que entraram em cena, somando mais de 100 pessoas envolvidas na apresentação do auto folclórico.   A Criançada do Grupo Boizinho da Praia estava feliz da vida brincando de boizinho em um dos maiores palcos da cultura gaúcha.   O cientista social Ivan Therra agradece os muitos e merecidos aplausos ocorridos após a apresentação no Palco da Moenda de Sto. Antonio da Patrulha.
     

 

CLIQUE AQUI PARA ASSISTIR A
ÓPERA POPULAR BOIZINHO DA PRAIA