CIDREIRA CULTURA PRAIEIRA

Um projeto da Casa da Cultura do Litoral, do Ponto de Cultura Flor da Areia em parceria com o Departamento de Cultura de Cidreira que tem por objetivo, registrar, valorizar e divulgar os artistas, as artes e a cultura da nossa praia da Cidreira. Serão exibidos vídeos com todos os artistas cadastrados, onde estes falam e mostram aspectos das artes e da cultura da nossa gente da praia.






 

II CONFERÊNCIA MUNICIPAL DA CULTURA DE CIDREIRA

Nos dias 19, 20 e 21 de novembro acontece a II Conferência Municipal de Cultura de Cidreira que está sendo realizada pelo COMCultura - Conselho Municipal de Cultura em parceria com o Departamento de Cultura de Cidreira. A temática elencada para esta edição é: "As Políticas Públicas de Cultura e as Culturas Populares da Região Praieira Gaúcha". Para participar basta preecher o formulário, escolher o seu segmento de representação acessando o link: https://forms.gle/LZrVygu5JmhEZ19H9 e pronto! Já está inscrito e participando da II Conferência Municipal de Cultura de Cidreira que este terá disponível as modalidades presencial e on line. Escolha a sua e participe!

 


INSCRIÇÕES PRORROGADAS ATÉ 12/OUT
PARTICIPE!

V – CONDIÇÕES E COMISSÃO JULGADORA

  1. Os poemas concorrentes deverão ser inéditos;
  2.  A Comissão julgadora será composta por pelo menos três pessoas da área, indicadas pela coordenação do concurso;
  3. Serão pré-selecionados até 10 poemas inscritos por categoria. Os selecionados terão seus nomes divulgados no mural junto ao Escritório da Emater em Cidreira. No prazo estipulado no cronograma: até 22 de outubro.
  4. A comissão julgadora será soberana em suas decisões;
  5. Aos demais concorrentes será conferido um atestado de participação;
  6. A premiação acontecerá na etapa final do concurso, a ser realizada no dia 29 de outubro de 2021, na modalidade online, em horário a ser divulgado;
  7. Neste dia também será realizado um almoço festivo da comunidade. O cardápio e programação cultural, além de valores do ingresso serão divulgados posteriormente;
  8. Os selecionados deverão apresentar sua poesia neste dia de forma falada. Se preferirem poderão indicar outra pessoa para fazê-lo;

VI – CATEGORIA DE PREMIAÇÃO

Categoria Infantil – 1º prêmio, 2º prêmio e 3º prêmio
Categoria Juvenil - 1º prêmio, 2º prêmio e 3º prêmio
Categoria Adulto- 1º prêmio, 2º prêmio e 3º prêmio
Destaque (Interpretação)
Os prêmios serão divulgados a posteriori.

VII – CRITÉRIOS DE SELEÇÃO

  1. Serão avaliados diversos aspectos para a classificação e premiação das poesias, dentre eles: originalidade, criatividade, forma escrita, coerência com o tema do concurso.
  2. A premiação das categorias principais valer-se-á apenas da análise dos poemas. Para os intérpretes será conferido premiação de destaque.

VIII – CONDIÇÕES GERAIS

  1. A realização da inscrição no concurso implica na plena aceitação, por parte do candidato, de todas as disposições estabelecidas neste Regulamento;
  2. A coordenação do concurso poderá utilizar, sem ônus, os poemas classificados para edição de livro ou qualquer outro tipo de material de divulgação;
  3. O preenchimento da ficha de inscrição deverá ser completo, sob pena do cancelamento da participação do candidato no concurso;
  4. Os casos omissos serão resolvidos pela coordenação do concurso;

5º CONCURSO FORTALEZA DA POESIA

A Comunidade Rural da Fortaleza em parceria com o escritório municipal da Emater em Cidreira faz saber, para conhecimento do público em geral que estão abertas as inscrições para o v Concurso Fortaleza de Poesia – Edição 2021, a ser realizado no dia 29 de outubro  de 2021, na modalidade online  com o Tema: Tropeiros da Fortaleza, sendo regido pelos dispositivos do regulamento abaixo citados. 
  
I - TEMA
O 5º Concurso Fortaleza de Poesia terá como tema principal: Tropeiros da Fortaleza

II – OBJETIVO

  1. Promover a cultura e a integração entre a comunidade rural e urbana da cidade de Cidreira;
  2. Valorizar, fomentar e difundir o prazer de ler e escrever na cidade;
  3. Incentivar o cuidado e a preservação da natureza, despertando reflexões sobre o meio rural;

III – PARTICIPANTES
Poderão inscrever-se para concorrer à premiação:

  1. Alunos da rede de ensino da cidade de Cidreira;
  2. População em geral;

IV – INSCRIÇÕES
As inscrições serão realizadas no período de 12 de julho a 27 de setembro de 2021, através do e-mail emcidre@emater.tche.br ou diretamente no escritório municipal da Emater em Cidreira (Rua João Neves, 194 – Centro – Cidreira/RS) de segunda a sexta-feira das 8h às 12h e das 13h30min às 17h30min.

  1. Os candidatos poderão inscrever apenas uma poesia e em uma categoria;
  2. Para a efetivação da inscrição os candidatos deverão preencher Ficha de Inscrição (disponível diretamente no escritório municipal da Emater) e  entregar o poema de forma escrita em folha tamanho ofício ou A4.
  3. Caso o participante seja menor de idade deverá ser entregue autorização para participação assinada pelos pais ou responsáveis legais;
 


 
Em reunião pré-agendada com a Câmara de Vereadores, o COMCultura dirimiu todas as dúvidas levantadas para a aprovação do Plano Municipal de Cultura. O compromisso firmado por todos os vereadores foi mantido. Infelizmente, apenas o Vereador Pedro Teixeira não manteve a palavra, pediu vista, atrasando todo o processo.
Em suas falas na plenária da Câmara, os vereadores lamentaram a atitude do vereador Pedro Teixeira, pois todos sabem que tal ação coloca em risco a participação da cidade em editais estaduais e federais.
O vereador Pedro Teixeira afirmou que ali na sessão estava o pessoal da cultura que faz, que trabalha em favor da cidade, e nas redes sociais estavam os que só falavam e nada faziam. Disse ainda que pediu vista pois precisava conversar com a secretária titular da pasta, mesmo que o projeto tenha vindo exatamente da SMEC. Também não elucidou que dúvidas seriam essas, que justificasse, atrasar o processo colocando em risco a participação da cidade nos editais federais e estaduais e impedindo o acesso aos recursos da cultura para Cidreira.
De todo modo a comunidade cultural espera a aprovação do Plano Municipal de Cultura para a próxima segunda, conforme afirmaram no plenário, os vereadores que apoiam o Plano da Cultura de Cidreira.

 

 
SEMANA FARROUPILHA EM CIDREIRA

Aconteceu nesta, segunda,13, o acendimento da Chama Crioula no Galpão do CTG Piazito do Litoral, com a presença das representações tradicionalistas de nossa cidade. Os cavaleiros e cavaleiras de Cidreira foram buscar a centelha farroupilha lá pras bandas do Capivarí, precorrendo mais de 30 Km de a cavalo para honrar a história e a tradição do nosso estado. Um momento muito significativo para quem cultua as tradições gaúchas aqui na beira da praia da Cidreira.


 

VACINA NO BRAÇO!

A nossa gurizada de Cidreira agora está mais segura, pois a Secretaria Municipal da Saúde promoveu um mutirão de vacinação 12 até 17 no Largo da Concha Acústica de Cidreira. Nestes tempos de volta às aulas presenciais em nossa praia, se faz mais do que necessário aumentar o grau de imunidade da nossa gurizada, que estará se encontrando nas salas de aula e nos espaços naturais de convivência de toda a nossa gurizada da praia. É de fato muito importante que este fato seja destacado e que mais adolescentes da nossa cidade possam exercer o seu direito à vacina no braço. Assim teremos uma cidade mais protegida e a nossa gurizada com mais defesas para enfrentar esses tempos complicados de pandemia. Muito bom Cidreira!


 

CABANHA SÃO JORGE É A GRANDE CAMPEÃ

Nosso amigo Nilson Missel da Cabanha São Jorge, aqui de Cidreira, conquistou os títulos de Grande Campeã e Grande Campeão da Raça Karakul de Ovinos Naturalmente Coloridos na 44ª Expointer 2021. É super importante destacar que temos aqui na nossa praia, na nossa Zona Rural da Fortaleza, um criador que, pelo conhecimento construído e pelo investimento tecnológico conseguiu uma qualidade ímpar, que o levou a conquista do grande prêmio internacional da Raça Karakul na 44ª Expointer 2021.



   

O VERANEIO DO PRÍNCIPE NEGRO - TEASER 1

O Veraneio do Príncipe Negro é uma produção da Casa da Cultura do Litoral e Ponto de Cultura Flor da Areia, com direção do Mestre Ivan Therra. O veraneio do Príncipe Custódio em Cidreira é repleto de força, magias, ancestralidade e um legado de valor gigantesco para todo o povo da beira. Este filme foi produzido com recursos da Lei Aldir Blanc, através do Edital 010/2020 Pró Cultura Sedac/RS. Um documentário revelador!

   

O VERANEIO DO PRÍNCIPE NEGRO - TREASER 2

O Veraneio do Príncipe Negro é um documentário revelador, que diz das vindas do Príncipe Custódio para a Praia da Cidreira, durante a temporada de verão. Revelando a força do legado deixado pelo príncipe para o nosso povo da beira, na região praieira gaúcha. Este documentário foi produzido com recursos da Lei Aldir Blanc, através do Edita 10/2020 Pró Cultura - Sedac/RS.

 

O VERANEIO DO PRÍNCIPE NEGRO - TEASER 3

O Veraneio do Príncipe Negro é um documentário que vem descortinar uma parte importante da passagem do Príncipe Custódio pela Praia da Cidreira durante as temporadas dos primeiros veraneios da corte do Príncipe de Ajudá. Este documentário foi produzido pela Casa da Cultura do Litoral e Ponto de Cultura Flor da Areia com recursos da Lei Aldir Blanc, através do Edital 10/2020 PRó Cultura Sedac RS.

BALEIA MORTA NO QUINTÃO
Mais uma baleia aparece morta em nossa beira de praia. Desta feita foi na Praia do Quintão e como sempre, com marcas de cordas e redes. Casualmente no final de semana vimos barcos fazendo arrasto bem perto da costa, local onde normalmente conseguimos avistar as baleias passando para a sua peregrinação. A indústria pesqueira chama isso de "pesca acidental", nós chamamos de assassinato e extermínio dos seres marinhos. Uma lástima. Já não basta a imensidade de lixos que jogamos diariamente no mar, ainda temos a indústria pesqueira inconsciente de suas responsabilidades, com os olhos voltados unicamente para o lucro e nunca para a vida. A fonte é o amigo Adriano Nunes da Web Rádio Som e Mar e a foto do Sgt. BM Paulo Oliveira.
   


100% VACINADOS EM CIDREIRA

Com a chegada de nova carga de vacinas ao Estado a expectativa é que ao final desta semana estejamos com 100% dos adultos vacinados em Cidreira. O número de vacinas já aplicadas aqui em nossa praia, ultrapassa em muito o número de habitantes que o IBGE diz que temos em nossa praia, porém sabemos muito bem que para fugir da pandemia, muita gente veio morar aqui em Cidreira, aumentando em muito o número de habitantes. O cálculo médio é que crescemos mais de 40%. Fora isso temos as pessoas que vem para Cidreira, passar alguns dias e tomam vacina, que são as pessoas não residentes. Cidreira é a 2ª cidade do Estado que mais vacinou NÃO residentes. Esperamos que todes tenham acesso e direito à vacina e que a nossa gente da beira possa estar 100% vacinada com é a previsão da Secretaria da Saúde.


O COBERTOR MOSTARDEIRO

O Projeto Marulhar apresenta a Lenda do Cobertor Mostardeiro, um belo trabalho de pesquisa realizado pelo Mestre Ivan Therra na península, região praieira gaúcha. O Projeto foi contemplado no Edital 10/2020 Pro Cultura RS e realizado com recuros da Lei Aldir Blanc. A produção é da Casa da Cultura do Litoral e POnto de Cultura Flor da Areia através do Marisco Cine Vídeo Produtora que objetiva registrar e espraiar as maravilhas da cultura popular da nossa gente da beira.

   

Já faz muito tempo que a comunidade cultural de Cidreira está organizada e fazendo esforços coletivos para que sejam implantadas as políticas públicas de cultura em Cidreira. Já foram feitas várias tentativas para que a comunidade de Cidreira tivesse acesso aos seus direitos culturais, porém estas ações param na inoperância do Departamento de Cultura, do jurídico e do executivo municipal.
Em novembro de 2019, aconteceu a I Conferência Municipal de Cultura, com ampla participação da comunidade e das instituições municipais e regionais. O plenário da conferência municipal de cultura construiu um documento que foi passado ao executivo municipal solicitando que fosse implantado legalmente o SIMCultura - Sistema Municipal de Cultura, bem como as atualizações nas Leis do FUNCultura, do COMCultura e o registro do Regimento Interno do COMCultura.
Estamos em agosto de 2021 e o Departamento de Cultura, a Secretaria de Educação e Cultura, o Jurídico Municipal e o Executivo Municipal ainda não conseguiram atender a nenhuma das resoluições da Conferência. Passado mais de ano e as instituições municipais que deveria ter atendido ao que foi construído na plenária da Conferência Municipal, não conseguiram sequer levar à Câmara de Veradores os Projetos de Lei para a aprovação. Isso que a construção dos textos e argumentos de todas as Leis foram feitas pelo COMCultura - Conselho Municipal de Cultura. A pergunta é: Quanto tempo o Executivo Municipal precisa para levar um Projeto de Lei da Cultura para a apreciação dos vereadores?

O COMCultura - Conselho Municipal de Cidreira, em reunião ordinária, resolveu fazer uma consulta ao MP - Ministério Público, no intuito de buscar informações junto ao Departamenteo Municipal de Cultura, ao Departamenteo Jurídico e ao Executivo Municipal, para saber das razões pelas quais estão havendo impedimentos, insistentes e injustificados quanto a implementação das Leis da Cultura.
 


DECRETO FECHA O PRÉDIO DA PREFEITURA

O Prefeito Alex Contini assina decreto fechando o prédio da prefeitura, pelo menos até sexta-feira. O motivo é o surto de Covid 19 que está assolando os servidores públicos que trabalham no prédio da prefeitura. Além do surto de Covid, também precisa ser controlado a síndrome gripal que assola grande parte dos servidores e população de Cidreira. UM caso de gripe mal resolvido pode levar ao contágio perigoso desta variante do Covid que já está em nossa cidade. O Prefeito Alex age acertadamente ao decretar o fechamento do prédio da prefeitura, para estancar de vez a possibilidade de descontrole deste vírus que a anos vem ferindo o nosso povo praieiro. Porém é importante lembrar que as escolas continuam abertas, com professores sem a vacina completa e estudantes sem qualquer tipo de vacina. A educação está atrasada de novo!

 


Com essa atitude, a gestão prejudicou diretamente todos os trabalhadores e trabalhadoras da cultura de Cidreira, fazendo com que os nossos artistas não possam receber o auxílio emergencial do Governo do Estado. Antes mesmo do lançamento do Edital de Auxílio Emergencial pelo Governo do Estado o Mestre Ivan Therra e a Presidente do COMCultura Lizzi Barbosa já tinham promovido uma reunião com o prefeito Alex Contini, alertando sobre o edital e sobre os benefício que traria para os trabalhadores da cultura de Cidreira. Em tempo hábil, o COMCultura enviou a documentação para análise jurídica e tomou todas as medidas necessárias para que a nossa cidade não ficasse de fora deste edital.
Quando trabalhou junto com o COMCultura a gestão municipal promoveu a LAB Cidreira que atendeu a todos os artistas da nossa praia. Porém a falta de habilidade da gestão da cultura tratou de pegar outros caminhos e terminando por emperrar os trâmites, culminando na perda do prazo legal, um dos motivos mais torpes para a não participação. Sempre voltando com argumentos débeis e ultrapassados de ilegalidades inventadas a gestão da cultura preferiu mergulhar na ineficiência do desconhecimento do que evoluir no pensamento de como fazer cultura com participação comunitária. Pela péssima atitude da gestão municipal quem perdeu foram os trabalhadores e trabalhadoras da cultura de Cidreira.

A LERDEZA DA GESTÃO MUNICIPAL DEIXA OS TRABALHADORES DA CULTURA DESEMPARADOS!

A gestão da cultura de Cidreira, mais uma vez mostra claros sinais de desconhecimento de causa e vagareza, no lugar de se valer da parceria e das orientações do COMCultura - Conselho Municipal de Cultura, resolveu ouvir a quem que não conhecem a realidade cultural de Cidreira, e tampouco a nossa gente.

 

COVID ATACA NOVAMENTE! CUIDADO!

O número de Infectados aumenta rapidamente
em Cidreira. A Prefeitura volta a apertar o cinto! O atendimento na prefeitura volta ao meio turno. A vigilância estará mais rigorosa no comércio. A infecção por Covid volta a preocupar muito e também existe uma síndrome gripal muito forte paralela ao Covid. Vários servidores da prefeitura foram infectados e a procura aumentou bastante no Posto 24H. O prefeito Alex, juntamente com o Secretário Zeze, alerta e revela que momento é de muito cuidado para que não tenhamos que voltar aos piores momentos do início da Pandemia. acertadamente várias medidas estão sendo tomadas pelo Prefeito e sua equipe, porém a ausência de ações referentes ao funcionamento das escolas preocupa muito, pois é sabido que nossas escolas não tem todos os professores e funcionários com a vacinação completa e tampouco os alunos estão vacinados. A educação está atrasada de novo


DAER INICIA RESTAURAÇÃO DA RS786

A restauração está sendo feita na Costa do Sol e deve se estender ao Centro, Nazaré, Salinas e Cabras. Os problemas com a qualidade da pavimentação das nossa estradas é recorrente. A cada temporada aparece as operações tapa-buracos que de modo paliativo empurram o problema para amis adiante. Até que che um momento em que as estradas não suportam mais os remendos e o tráfego é seriamente afetado. Nosso chão é de areia e por isso pouco propício para a pavimentação asfáltica. Então até que se faça de fato um trabalho estrutural adequado teremos que enfrentar a cada temporada, os buracos e ondulações que comprometem a segurança de todos os usuários.

MP NAS PREFEITURAS DO LITORAL
MP Ministério Público cumpre mandato de busca e apreensão nas prefeituras de Tramandaí, Imbé, Cidreira e Balneário Pinhal, por suspeita de propina na compra de insumos contra Covid 19. Segundo o Ministério Público, está ocorrendo uma investigação desde o ano passado, pois recai sobre empresários, funcionários e gestores a suspeita de pagamento de propina para a compra de insumos de combate a Covid 19. O esquema era mantido para fraudar as licitações em alguns municípios do litoral e da região metropolitana. Onde o objeto principal era a venda de álcool gel adulterado, para isso a empresa pagava a propina e recebia os preços da concorrência para depois propor os seus e assim facilitar a colocação do seu produto adulterado. A investigação está adiantada e depois das buscas e apreensões de hoje, os resultados finais estão próximos anuncia o MP

TEM DELEGADO NOVO E PROJETO ESPECIAL PARA A MULHER DE CIDREIRA!

O Delegado Ernesto Luis Clasen, passa a comandar a Delegacia de Polícia Civil de Cidreira e recebeu as boas vindas do prefeito Alex. Na ocasião o Delegado Ernesto Clasen destacou o projeto “Sala das Margaridas” que é um projeto de acolhimento às mulheres em situação de violência. Cotando com um espaço específico, na delegacia para criar um ambiente mais acolhedor e que garanta a privacidade das vítimas. Além do acolhimento às mulheres é possível realizar o registro da ocorrência policial, oitivas, solicitações de medidas protetivas de urgência e demais encaminhamentos previstos pela Lei Maria da Penha. Sempre com o acompanhamento de uma policial. A implementação da Sala das Margaridas é uma iniciativa que qualifica o atendimento da da mulher de Cidreira. Através da Sala das Margaridas, a Delegacia de Cidreira também pretende implantar o Cartório de Vulneráveis, espaço específico para a oitiva de pessoas em situações de vulnerabilidade, incluindo as comunidades LGBTQI+. A Polícia Civil quer firmar uma grande parceria com o CRAS de Cidreira para encaminhar e acompanhar as vítimas, através de assistência social e psicológica."


RODA DE MESTRAS E MESTRES DA CULTURA VIVA DO RS
Nossa Roda de Mestras e Mestres da Cultura Viva é uma iniciativa da Comissão de Pontos de Cultura do RS e do Comitê Cultura Viva do RS e acontece durante o 10º Fórum dos Pontos de Cultura do RS. Nossa Roda de Mestres é Mestras, além da força da magia da presença de cada um, e do coletivo, se dá no sentido de lançar palavras de fortalecimento em favor e para a luta dos Pontos de Cultura de todo o Estado do RS, neste difícil momento de pandemia. Entendemos que nossos Mestres e Mestras são tesouros vivos, e a partir da salvaguarda, dos saberes e fazeres, e do lugar de fala de cada Mestra e Mestre, buscamos avançar no coletivo para que sejamos frutos e sementes da resistência, e através dela possamos construir pensamentos e caminhos que nos conduzam à um florescer amplo, livre, digno e de paz para todes.
Desta forma agradecemos a participação de cada Mestra e Mestre na nossa Roda.
Mestre Ivan Therra
Ponto de Cultura Flor da Areia
Praia da Cidreira.


Foto: Matiuza Weiss
HOMENAGEM AO LUCIMAR
Bombeiros, surfistas, músicos da banda municipal e amigos se reuniram na guarita para fazer uma homenagem derradeira ao salva vidas, surfista e músico da banda municipal Lucimar Eberhardt.
Por ser cria da nossa praia e pelo seu jeito cativante, Lucimar sempre foi muito querido por todos que o conheciam. Os círculos formados pelos equipamentos dos salva vidas, pelas pranchas de surf e ao som dos trompetes da banda municipal desenharam esta justa e dolorida homenagem das comunidades de nossa cidade ao salva vidas de Cidreira.


Foto: Simone Gonçalves

PREFEITURA ATENDE CHAMADO DA COMUNIDADE!
A secretaria de Obras de Cidreira, prontamente atendeu aos chamados feitos através dos espaços de mídia do nosso Jornal O Marisco. Tão logo soube da necessidade da comunidade de Salinas, que tinham uma duna avançando por sobre a rua e chegando na porta das casas, a secretaria de obras imediatamente deslocou a nova carregadeira para o local e já iniciou a remoção do excesso de areia, e preservando a duna primária. O prefeito Alex esteve no local e solicitou um estudo urgente, de manejo das dunas, para a equipe da secretaria do meio-ambiente.

 


Foto: Marcelo Cabrera
UM MAR DE DANÇAS
O Ponto de Cultura Flor da Areia foi especialmente convidado para apresentar o "Boizinho da Praia" neste projeto que reúne danças e dançantes da região praieira gaúcha. “Um Mar de Danças” – cartografias do litoral norte, é um documentário sobre as manifestações de dança no litoral norte gaúcho e foi contemplado no Edital Sedac nº 09/2020 com recursos da Lei Aldir Blanc, sendo resultado da parceria do Estúdio de Dança Tati Missel e do coletivo Pomar Poético idealizado pelo artista Marcelo Cabrera. O Projeto tem produção de Jane Carvalho/ RRPP Eventos.


Foto: Rafael Rocha

COM A CHAVE DE CASA
O prefeito Alex Contini, juntamente com o secretário de Assistência Social, Cris Martins, entregaram as chaves da casa própria para oito famílias da nossa cidade. Estas famílias estavam pré-cadastradas neste projeto de casas populares desenvolvido pela prefeitura e que enfrentou uma séria de questões, mas que finalmente está liberado e as casas estão sendo entregues para as famílias cadastradas. Ainda nesta semana o prefeito vai entregar a chave de mais quatro casas, sendo que as demais estão em processo de chamado dos cadastrados.

 


Foto: Carmen Burgel

SEU PIRU PIRU

O verão se foi e a nossa praia começa a receber os seus ilustres visitantes de inverno. Um dos mais frequentes na nossa beira é o Piru Piru, um pássaro de porte pequeno, com um bigo avermelhado que anda aos bandos, muitas vezes junto com os Pernilongos e Gaivotas. Seu Piru Piru faz uma longa viagem desde o sul da América Latina até o norte da America do Norte, tendo populações em toda a costa americana. O Piri Piru põe seus ovos nas dunas e fica os protegendo até que descasquem os filhotes. O Piru Piru se alimenta de conchas, cracas e moluscos que vivem na beira, se movimentam conforme as ondas para obter a sua alimentação.

 


Foto: Lucas Dimer

FESTIVAL DE MÚSICA DE RUA

A Mestra Pesquisadora Lizzi Barbosa, teve o seu projeto de música praieira contemplado no Festival de Música de Rua e participou de oficinas de produção musical que trouxeram as muitas possibilidades de reinvenção em tempos de pandemia, bem como outros olhares sobre os fazeres na construção da carreira artística musical. A Mestra Lizzi Barbosa apresentou em parceria com outros colegas músicos, também contemplados no Festival, uma live mostrando composições autorais, identificadas com a região praieira gaúcha, assim como o misterioso toque das caracolas marinhas, um trabalho de pesquisas focado nas sopradoras de conchas dos povos originários da Latino América.

 



Ano: 2003 / 2006
Edição: 01 / 62

Ano: 2007 / 2010
Edição: 63 / 150

Ano: 2011 / 2014
Edição: 151 / 189
Ano: 2015 / 2018
Edição: 190 / 229
Ano: 2019 / 2021
Edição 230 / ...

 

 

O Jornal O Marisco é uma ferramenta de comunicação comunitária da Casa da Cultura do Litoral. O objetivo do Jornal O Marisco é registrar, espraiar e abrir espaços de manifestação para as demandas culturais e sociais das comunidades da beira. O Jornal O Marisco tem 18 anos de praia e nesta caminhada conquistou dois Prêmio Cultura Viva, sendo atividade cultural de eco comunicação comunitária reconhecida pelo Selo do MINC - Ministério da Cultura.

Whats: 51.99981.5593 / Email: jornalomarisco@gmail.com

Cultura é a nossa Praia!